20 de novembro de 2009

Não grite no datacenter!




Você já imaginou, alguma vez, o quão importante é a influência da vibração em um servidor de armazenamento?
Não... o perigo não está naquele caminhão passando lá fora. Disso, a estrutura do prédio e do rack dão conta. Mas... e se as vibrações tiverem origem DENTRO do datacenter?



O datacenter mostrado está trabalhando com uma alta taxa de entrada e saída de dados de um servidor de armazenamento baseado em discos rígidos. O cara fez a experiência e tirou suas conclusões utilizando o software DTrace, que indicou picos de (1) latência de operações de entrada e saída e de (2) operações que que levaram mais de 521 milissegundos para serem realizadas.

Moral da história: ninguém precisa brincar disso em casa. Afinal, quem tem um datacenter em casa? =D. Mas, dado o barulho que faz o sistema de ventilação e de ar condicionado de um cluster, uns Sonex até que cairiam bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Nota de responsabilidade:
As informações contidas nesse blog têm caráter informativo, mas muitas vezes subjetivo, da mesma forma que as referências citadas. Afinal, quem cria e faz a Engenharia são sempre pessoas, e não livros. Recomenda-se análise crítica e pedem-se sugestões de correção se o leitor acreditar serem oportunas. O autor não se responsabiliza pelos comentários postados ou por qualquer consequência negativa resultante da utilização das informaçoes aqui contidas, de forma que o leitor deve usá-las sob sua própria conta e risco.
Licença Creative Commons
Mec. Flu., CFD e HPC de Marco Leonardelli Lovatto está sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada. Permite-se e incentiva-se a cópia, tradução e adaptação por qualquer meio, desde que para fins não comerciais, mantendo-se essas mesmas condições e fazendo referência ao link original do texto.